Conexão Artes Visuais MinC / Funarte / Petrobras

Lotes Vagos em Fortaleza - 2008

O projeto Lotes Vagos teve início em 2005, em Belo Horizonte. Em 2008 está sendo realizado em Fortaleza. Nesse blog vamos apresentar o processo de nosso trabalho nessa cidade, durante o mês de março. As etapas de todo o processo são:
1-percursos pela cidade e mapeamento;
2-encontro com proprietários de lotes para negociar seu empréstimo;
3-encontro com pessoas que queiram desenvolver ocupações nos lotes;
4-desenvolvimento de idéias e projetos para ocupação e uso dos lotes e
5-execução e implantação desses projetos. Desejamos que haja uma continuidade e permanência dos projetos nos lotes, até que o proprietário solicite sua devolução.

Acrescentamos nesse blog uma sessão intitulada Diário em Fortaleza, onde damos a programação, notícias ou eventos do dia.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

mesa redonda com:

Augusto Ivan Pinheiro (secretário de planejamento do Rio de Janeiro)
Marisa Flórido (crítica de arte e curadora)
Paulo Herkenhoff (crítico de arte e curador)
Breno Silva e Louise Ganz (artistas e arquitetos, coordenadores do Lotes Vagos)

dia 27 de junho 2008, às 15h / FUNARTE / Rua da Imprensa 16 - Rio de Janeiro

terça-feira, 1 de abril de 2008

lote vago: ocupação urbana experimental 07

Projeto no lote: Redes para descanso
realizado por Constance Pinheiro e Taís, que continuam....

Data: 31 de março
Endereço: Rua Gomes de Matos, 1732
























segunda-feira, 31 de março de 2008

diário em fortaleza

hoje, dia 31 de março é nosso último dia em fortaleza. Amanhã, às 14:20, será a partida de volta para BH. Nosso interesse é que o projeto Lotes Vagos continue acontecendo por aqui. Que os encontros, manifestações, notícias e projetos realizados reverberem muito mais pela cidade e criem autonomia. Solicitamos a colaboração de todos que participaram, que nos mantenham informados desses desdobramentos, fazendo postagens nesses blog. Muito obrigada a todos.
Louise e Breno

No início de junho faremos um seminário no auditório da Funarte, no Rio de Janeiro, onde apresentaremos esse trabalho realizado em Fortaleza.
Marisa Flórido, crítica de arte, participa desse encontro, junto com outros convidados, ainda a serem definidos.
projeto para o lote 09: espaço para redes de descanso
colaboração de Constance Pinheiro
proprietário: carlos
rua gomes de matos 1732 - bairro montese

sexta-feira, 28 de março de 2008


lote vago: ocupação urbana experimental 06

Projeto no lote: Seminário Vago

Com artistas, arquitetos, intelectuais e comunidade. Contou com a ausência de qualquer autoridade local e com a presença de moças muito interessantes e de pessoas que passavam e queriam opinar sobre o projeto Lotes Vagos.

Data: 27 de março
Endereço: Rua Barão de Aratanha com Rua Saldanha Marinho, Bairro de Fátima.











lote vago: ocupação urbana experimental 05

Projeto no lote: Jornada de trabalho musical.

Os músicos Uirá, Ricardo, Luís e Eduardo tocaram ao longo de 8 horas: durante o dia enquanto os operários trabalhavam na obra, e adentrando a noite.

Data: 26 de março
Endereço: Av. Barão de Studart quase com Pontes Vieira (vizinho à Gerardo Bastos).















quarta-feira, 26 de março de 2008

diário em fortaleza

hoje acontece em um lote um show com os pedreiros por entre a estrutura de uma obra já iniciada.

amanhã, 5a. feira, acontece um seminário sobre o projeto Lotes Vagos, onde estarão presentes representantes dos grupos que participaram das ações nos lotes, convidados da Unifor, artistas, representantes da prefeitura, jornalistas, e quem mais tiver interesse em dar continuidade ao processo iniciado na cidade.


proprietário: prefeitura de Fortaleza
rua gregório de frança com av. paulino rocha - bairro cajazeiras


lote vago : ocupação urbana experimental 04

lote 08 - projeto: Jardim para Catarina.
data: 25 de março

ontem teve início o lote chamado Jardim para Catarina. Esse lote pertence à prefeitura de Fortaleza. A iniciativa aconteceu a partir da coincidência entre a moradora Lúcia, que escutou na rádio sobre o projeto lotes vagos e entrou em contato desejando realizar um jardim de cactus, e o artista Euzébio Zloccowick, que realizou a ação de retirada de mudas de cactus e o plantio neste lote. Ele continuará a ação de fazer o jardim de cactus durante todo este ano, nos dias 25 de cada mês. Ao saber que a Catarina está para nascer, dedicou este trabalho para ela.
Na casa em que ele mora, plantou insulina no telhado, que passou a invadir a casa com as raizes. Muito bonito.












lote vago: ocupação urbana experimental 03

projeto para o lote: dia de costura proposto pela artista Simone Barreto

aconteceu no dia 24 de março



























segunda-feira, 24 de março de 2008

lote vago: ocupação urbana experimental 02

projeto: pintura de marinas
lote na av. raimundo girão em frente à caixa economica, praia de iracema.
Nesse último final de semana, sexta, sábado e domingo, de 21 a 23 de março, das 15 às 17:30hs. Edi Rocha ensinou como pintar marinas.
























lote vago: ocupação urbana experimental 01

Ainda no lote Moradia Temporária: durante o dia, o sr. Assis (mestre de obra da construção por vir) cultiva melancia, pepinos e feijão, enquanto a obra não começa.... após as 18hs, Deusimar dorme no lote com infra mínima.

quinta-feira, 20 de março de 2008

lote vago: ocupação urbana experimental 01


projeto: moradia temporária (espaço para dormir durante 15 dias)

data: 19 de março

endereço: rua Leonardo Mota, 1060, Bairro Aldeota.
proprietário: foi emprestado pela Blokus Engenharia.

Os colaboradores do projeto moradia são: Júnior Pimenta (artista - estudante de arquitetura), Deusimar Evangelista (o morador), Sr. Assis (mestre de obra e agricultor).

quarta-feira, 19 de março de 2008

diário em fortaleza


encontro com moradores para discutir projetos para lote vago, no dia 18/03/2008.










encontro na unifor para debater sobre o projeto Lotes Vagos, no dia 18/03/2008

segunda-feira, 17 de março de 2008

diário em fortaleza
O primeiro lote (lote 03) a ter um uso público temporário começa a acontecer na próxima quarta, dia 19 de março. Foi emprestado pela Blokus Engenharia e fica na rua Leonardo Mota, 1060, no Bairro Aldeota. Será um espaço para dormir durante os próximos 15 dias.
work in progress
ei Louise,
os dois últimos dias foram bastante corridos. Fizemos diversas reuniões com grupos de artistas, arquitetos, comunidades, e pessoas interessadas que ouviram ou leram sobre o projeto na rádio ou jornal. Todos querem trabalhar nos lotes e fizemos diversas especulações sobre o que poderá ser feito, para em breve tomarmos as decisões. Eis aí algumas propostas de ações que surgiram desses encontros:

LOTE 03
Esse lote fica numa parte bem chic da cidade. Encontrei ontem com um cara que faz um trabalho em cidades chamado URBICAMA = colchonete + travesseiro + uma pessoa dormindo. Propôs então o urbicama para um lote, e alguém para dormir lá durante o período de empréstimo que será de 15 dias. Conheci um morador de rua que topa habitar e dormir por lá.
Algumas considerações: isso será polêmico - um lote de propriedade privada e um sem-terra. Vamos inserir uma lona colorida, laranja ou azul. Me lembra a máxima da filosofia moral de Jankelévitch = "sou defensor de seus direitos mas não sou guardião de seus deveres"...
Pode ser um trabalho inaugural, ai as coisas começam a se movimentar.

LOTE 04
Esse está todo murado e é enorme. A proposta foi de fazer uns vazadores, buracos redondos no muro, com manilhas que cortam o lote. Isso poderia ficar legal, mas terá um resultado bastante abstrato...
outras idéias:
Esse cara quer fazer também um banheiro publico...podemos alugar um banheiro químico ou arrumar uns vasos sanitários e espalhar pelo lote...
Tem uma turma que quer fazer uma performance, já feita anteriormente em outro local, chamada Solitaire...pode ser bonito...
Continua para decidirmos...

LOTE 05
Esse está no loteamento das dunas e tem várias propostas: 1- instalar um monte de birutas indicando a dinâmica do solo. 2- fazer uma pista para bicicletas - estou estudando para ver se rola bicicross ou montain bike...um dia de bicicletas brancas. 3-picnic (= um mega rolo de tecido cortando a paisagem....) 4- um dia andando a cavalo - tem uma pessoa que possui um cavalo. Seria bem poético.
Então, vamos ainda decidir...

LOTE 06
O lote é confinado, é aquele galpão. Estamos pensando em quebrar as paredes para abrir o lote. As propostas foram as seguintes: oficinas com a comunidade para a terceira idade: uma de grafite e outra de pintura de marinas (essa pode ser bem bonita).
Tem também uma festa tipo delirium ambulatorium, que começa no lote e sai pela região da draga...por ali tem um cemitério de navios...e a turma que mora lá registrando...pode ser bem bonito.

LOTE 07
Esse lote ainda tenho que fechar com o proprietário. Fica numa favela, numa situação bacana que é uma espécie de pátio central dela. As pessoas têm interesse em transformar o local em área de lazer. Propomos uma quadra de futebol; estamos conseguindo doações de 10 mesas feitas de carrilhões de fios + 10 pequenas churrasqueiras + 10 árvores para sombrear. Essa área está associada a uma pizzaria que já esta adentrando no lote. Por fim, terá um espaço para cultivos com mudas doadas pela prefeitura. Acho que a prefeitura vai aplainar o lote também....esse projeto pode se desdobrar na permanência das ações, transformação do cotidiano.

Para os demais lotes não temos propostas específicas, mas algumas sugestões:

1-fazer um estacionamento de gente, isso é, um redário para as pessoas descansarem. Tem um pessoal aqui que colocava umas espreguiçadeiras numa praça do centro e fazia o maior sucesso, Vou tentar um lote por lá...já conversei com eles. Então pode ser redes + espreguiçadeiras + uns filtros d'água para refrescar ou água de coco.
2-subdividir um lote e colocar o valor de cada pedaço...
3-tem um pessoal da música que está a fim de fazer um show...
4-tem o pessoal do vídeo que também esta para pensar algo...
5-tem um cara que era da Base e está matutando, conversaremos no início da semana.
6-tem outro que tem uma proposta de colchão-habitação que pode circular em alguns lotes, cada dia em um.
7- e tem a moça do lote biblioteca, que ocorrerá só na última semana de março. Ela tem um lote e gostaria de realizar uma biblioteca. Trabalharemos com caixotes, livros emprestados e doados, enfim, daremos o início a um processo de implantação da biblioteca coletiva. Lembro-me do espaço do Garrido, sob o viaduto do Bixiga, em SP.
8- tem a possibilidade de um lote em outra favela onde os artesãos querem fazer uma feira. Fui lá e já pensamos numa cobertura de banner. Tem um cara por lá que faz isso com banner reciclado e estruturas de caixotes...pode ser bacana, mas ainda tenho que ver com o proprietário.
9-tem um poeta também que quer fazer uma ZPL (zona poética libertária). Poderia fazer isso na festa da draga.
9-apareceu mais um lote ontem, veio de uma moça que me escutou na rádio. Não é exatamente um lote, mas sim uma faixa larga de terreno, provavelmente da prefeitura. Ela quer fazer um jardim, e está pensando em articular com a diretora da escola para a manutenção e cuidados posteriores. Quer fazer um jardim de cactus.

bem, é mais ou menos isso por enquanto - semana que vem a todo vapor...
beijos, Breno

quinta-feira, 13 de março de 2008

diário em fortaleza



notícias no jornal sobre o Lotes Vagos
diário do nordeste - 11 março 2008










no dia 11 de março aconteceu no alpendre (rua josé avelino, 495) a exibição dos vídeos M2 - Construindo Espaços Públicos Temporários de Ines Linke e Louise Ganz (doc tv 3 / 2006), e Banquetes de Breno Silva e Louise Ganz (programa petrobrás - prêmio curtas em mídias digitais) e uma conversa com o Breno sobre o projeto Lotes Vagos.